Binóculos e astronomia

BinóculoOs binóculos são instrumentos de observação muito importantes para os astrónomos amadores. Para além dos binóculos ajudarem quem se inicia na observação do céu, acabam muitas vezes por acompanhar o astrónomo amador por muitos anos, mesmo depois da compra de um telescópio. Aliás, podemos mesmo dizer que o telescópio não substitui o binóculo!

Depois de aprender a localizar as constelações, as estrelas mais brilhantes, e os planetas, e ter passado algum tempo a familiarizar-se com o céu noturno, o binóculo pode ser um excelente meio de conhecer melhor o céu antes de passar para o telescópio. O uso de binóculos antes da compra de um telescópio não é “obrigatório”, porém é extremamente recomendado. Assim a compra de binóculos é um passo intermédio entre a observação do Universo a olho nu e a observação do Universo com um telescópio.

Os “binóculos astronómicos” mostram-nos um céu diferente daquele que vemos com a “vista desarmada”. O número de estrelas que podem ser observadas é muito maior; a Lua revela alguns dos seus pormenores; alguns objetos do céu profundo podem ser localizados (desde que as condições atmosféricas e de poluição luminosa sejam favoráveis), entre outros.

Os binóculos são mais fáceis de manusear que os telescópios. O campo de visão que os binóculos proporcionam é maior que o campo de visão proporcionado pelos telescópios, o que facilita a localização dos objetos celestes.

Se decidirmos comprar um binóculo devemos de levar em conta diversos fatores. Um dos aspetos mais importantes tem a ver com o tamanho da objetiva e a ampliação (ou amplificação). Vejamos um caso em concreto: o que significa um binóculo 10X50? Estes números indicam a ampliação, e o tamanho da objetiva (abertura), respetivamente. Este binóculo permite que vejamos os objetos 10 vezes maiores que vistos a olho nu. O número 50 indica o tamanho da objetiva em milímetros.

Um binóculo 7X50 permite vermos os objetos 7 vezes maiores que a olho nu, e possui 50 milímetros de diâmetro em termos de abertura.

É importante termos em conta que quanto maior for a capacidade de ampliação de um binóculo, maior veremos os objetos, mas por outro lado perdemos em termos de luminosidade de imagem e perdemos campo de visão. Quanto maior for a abertura, maior será a luminosidade das imagens dado possuir uma maior capacidade de receber luz. isto é válido também para os telescópios.

Para quem pretende comprar um binóculo para fazer a transição para o telescópio, um binóculo 10X50 poderá ser uma boa opção. Este é um dos binóculos mais utilizados. Um 7X50 também poderá servir.

Existem muitos outros tipos de binóculos, com maiores amplificações e maiores aberturas, como é o caso de 15X70 ou 20X80. Porém estes binóculos podem se tornar significativamente mais caros. Como é óbvio, o preço dos binóculos deve de ser levado em conta.

Para a observação astronómica, é importante colocar o binóculo sobre um tripé para obter uma imagem estável e não ser afetada pelo tremor das mãos, principalmente se o binóculo for grande. Quanto maior for o binóculo, mais importante se torna a utilização do tripé.

Para além destes parâmetros, é importante termos em conta que a qualidade ótica e mecânica do binóculo é fundamental. Por exemplo, é importante um binóculo fundir corretamente as duas imagens numa só; um bom “binóculo astronómico” deve de proporcionar uma imagem nítida em pelo menos 70% do seu campo visual e não apenas no centro do campo de visão.

Como é óbvio, apesar dos binóculos terem aspetos muito positivos, são mais limitados que os telescópios em muitos aspetos. Os binóculos são importantes para a astronomia pois oferecem uma fascinante visão do céu noturno, e se for bem utilizado é um instrumento de observação que pode sempre acompanhar o astrónomo amador. Porém com um bom telescópio as observações vão muito mais além.

Não é demais salientar que nunca devemos de olhar o Sol com um binóculo ou telescópio sem os filtros solares apropriados, pois tal causará danos imediatos e irreparáveis nos olhos. Os filtros solares podem ser adquiridos em lojas da especialidade.

Para seguir a sequência deste nosso guia, clique no artigo: Tipos de telescópios astronómicos.