Tipos de telescópios astronómicos

TelescópiosNo momento de se comprar um telescópio astronómico, deparamo-nos com muitas opções que nos podem confundir. Se entendermos quais são os principais tipos de telescópios astronómicos que existem, poderemos fazer uma compra mais esclarecida.

As lojas de telescópios geralmente apresentam diversos tipos de telescópios que são significativamente diferentes. Existem instrumentos de observação para todos os gostos e com os mais variados preços. Por vezes a escolha não é fácil.

Basicamente podemos dividir os telescópios em três grupos: refratores, refletores e catadióptricos.

Telescópio refrator

Este tipo de telescópio é muitas vezes chamada de luneta. Um telescópio refrator possui um tubo relativamente longo. Numa extremidade desse tubo está a objetiva, a lente que recebe a luz do exterior. Na outra extremidade do tubo está a ocular, a lente através da qual podemos ver a imagem já ampliada. A luneta foi o primeiro tipo de telescópio a ser inventado, apesar de não se saber ao certo quem foi o inventor deste instrumento de observação. Apesar de não ter sido o seu inventor, o astrónomo Galileu Galilei foi o primeiro a publicar descobertas astronómicas feitas por intermédio do então recém-inventado telescópio.

Para grande número de astrónomos amadores, o primeiro instrumento de observação foi uma luneta, especialmente com uma objetiva de 60 milímetros. Apesar de uma luneta com 60 mm ser um instrumento com claras limitações, geralmente tem um preço acessível e é fácil de usar.

Um dos problemas apresentados pelos telescópios refratores tem a ver com a aberração cromática, que é um efeito provocado pelas lentes, e que acaba por afetar a nitidez e a qualidade da imagem. Para minimizar este problema foram criados os telescópios refratores acromáticos, cuja objetiva é constituída por duas lentes minimizando o efeito da aberração cromática. Existem ainda os telescópios refratores apocromáticos que são ainda melhores, eliminando quase na totalidade o problema da aberração cromática. Os refratores apocromáticos são geralmente caros.

Telescópio refletor

Este tipo de telescópio tem como objetiva um espelho primário ligeiramente “encurvado” que se situa no fundo do tubo. Este tubo é aberto na extremidade oposta à do espelho primário, permitindo que a luz do exterior entre no tubo e venha refletir no espelho. Depois a luz segue para um espelho pequeno que reflete a luz para a ocular onde podemos ver a imagem.

O telescópio refletor foi desenvolvido por Isaac Newton por volta do ano de 1668. Por isso, este tipo de instrumento de observação também é conhecido por telescópio newtoniano. Mais tarde foram criados outros tipos de refletores, como é o caso do telescópio refletor de Cassegrain. Atualmente existem diversas variantes.

Os telescópios refletores são muito utilizados pelos astrónomos amadores. Neste tipo de telescópio encontramos uma melhor relação entre a abertura (tamanho da objetiva) e o preço, se comparado com os refratores. Isso é especialmente verdade no caso do telescópio de Dobson, cuja montagem é bastante simples e de baixo custo, estando o foco no tamanho da objetiva. O telescópio dobsioniano pode ser uma boa opção para os astrónomos amadores que não pretendem uma montagem sofisticada e preferem ter um telescópio com uma boa abertura a um preço acessível.

Telescópio catadióptrico

Podemos dizer que este tipo de telescópio junta caraterísticas dos refratores e dos refletores. Um catadióptrico tem uma lente numa extremidade do tubo por onde passa a luz que vem do exterior. Essa luz chega ao fundo do tubo onde se situa um espelho que posteriormente reflete a luz para um espelho secundário, refletindo depois para a ocular.

A relação entre tamanho da objetiva e o preço nos catadióptricos é mais cara que no caso dos refletores e mais barata que no caso dos refratores apocromáticos.

Dentro dos catadióptricos, existem diversas variantes com caraterísticas diferentes, não sendo intenção deste artigo aprofundar essas diferenças.

Neste ponto, sugerimos a leitura de um artigo que apresenta várias dicas importantes a serem levadas em conta no momento de comprar um telescópio amador. Veja o artigo: Comprar um telescópio astronómico.